Home » » REALIZANDO A MINHA MAIOR FANTASIA SEXUAL COM A DRA LENA - PARTE 3

REALIZANDO A MINHA MAIOR FANTASIA SEXUAL COM A DRA LENA - PARTE 3

 AUTOR - THÉO

Coloquei ela de barriga pra cima, fui puxando sua calcinha, quando descobri sua bucetinha, eu podia ver ela toda babadinha, não ia ser nada difícil entrar naquela melação, mas antes, ergui bem suas pernas até seus joelhos tocarem seus peitinhos, assim sua bucetinha ficou bem exposta, seu grelinho parecia uma língua, sim, parecia uma pessoa dando língua, me abaixei e dei um beijo em sua xaninha e ela deu um gemido, tentei tirar a boca de sua xaninha, mais fui forçado a voltar a chupar ela, aí ela, com minha boca grudada em sua xaninha disse:


                        http://24.media.tumblr.com/a500144b00b6d04399038d13f7065cbe/tumblr_mfao36Og8t1qgl5swo1_500.gif
---Chupa gostoso, não pára que vou gozar na sua boca, depois......... depois você fode esta xaninha, pode foder ela até deixar ela toda assadinha!!!

Seria impossível assar aquela xaninha com aquela quantidade de melado, mas fiz o que ela mandou e passei a chupar ela bem de leve, passava a língua desde o inicio da racha da sua xaninha,  indo parar em cima do seu grelo, ela dava pulinhos na maca, seus gemidos iam aumentando a intensidade, não demorou muito e ela gozou, gozou apertando a minha cabeça contra sua buceta e dando gemidos fortes. Antes que ela acabasse seu gozo, seu corpo ainda tinha tremores do gozo, pincelei a cabeça de meu pau na portinha de sua grutinha, ela protestou dizendo:

---Ainda não...aqui .....não, por favor...sou escandalosa......!!!

Neste momento, resolvi que era hora dela parar de me comandar e disse:

---Vou foder você aqui sim, Dra e você vai gozar com meu pau na sua bucetinha e vai gozar sem fazer escândalos!!!

Ela fez carinha de dengo e falou bem assim:

---Você me desmonta cara!!!E se eu gemer alto???

---Meto sua calcinha na sua boca, pra seu gemido não sair!!!

Eu jamais faria isso, detesto violência e um gemidinho no pé do ouvido, é mais que tesão, é afrodisíaco puro, então como ela estava, com as pernas erguidas, puxei ela mais pra beirada da mesa, era delicioso ver aquela bucetinha carequinha toda exposta daquela forma, toda oferecida ao meu prazer, peguei no meio do meu pau com a mão direita, com a esquerda fiquei alisando a sua barriguinha batida, nem parecia barriga de uma mão de dois filhos, fui fazendo um carinho na barriga, com a outra pincelei o pau de seu cuzinho até seu grelinho, voltei pincelando de novo e ao chegar na abertura de sua rachinha, fui forçando a entrada, ela deu um gemido e disse:


                                      
---Ai...ai...tou com medo disso tudo,acho que não cabe, se eu gritar tapa minha boca, não posso fazer escândalo aqui, o que vão pensar de mim!!!

Agora a cabeça do pau buscava a abertura do seu túnel do prazer, quando a cabeça entrou todinha na grutinha dela, ela tremeu todo seu corpo, sua barriguinha toda arrepiou, tirei então o pau, ela deu dois gemidinhos de reprovação por ter tirado o pau de sua bucetinha, voltei a forçar a entrada desta vez entrei mais de 5 cm, senti seu quadril vir de encontro ao pau, então forcei e entrei uns 17 cm, ela deu urro e junto veio a seguinte frase:

---Nossssaaaaa.......Deuusssss.....isssoooo ta me queimando por dentro, que pau quente....quentinho.....deixa ele aí pro resto de minha vida, aaiiii que gostoso sentir ele todinho atolado em mim, enfia mais....vem, enfia....coloca ele todinho em mim.


Realmente ela estava decidida a suportar todo meu pau nela, então fui tirando e enfiando de volta, quando enfiava de volta, entrava um pouco a mais do que tinha tirado, quando meu saco encostou seu cuzinho ela disse:

---Nossa......senti seu saco bater na portinha de meu cusinho!!!Jura que eu estou com todo ele dentro de mim???

Então tirei todo o pau dela, pra ela ver ele todo meladinho, ele estava todo branco da secreção vaginal dela, ela olhou nele todo lambuzado, dei a volta na maca e coloquei o pau em cima de seus lábios, acho que agora ela estava mais relaxada, nem se lembrava de onde estava, abocanhou meu pau, a cabeça sumiu dentro de sua boca, quando ela tirou ele da boca, aquela parte da cabeça já estava limpinha,então levantei ela, levei ela de frente para parede com os braços erguidos como se eu fizesse uma revista policial nela, assim voltei a penetrar ela por traz, tinha momentos que parece que ela ia subir a parede afim de escapar das estocadas que agora eram mais forte, ela então passou a gemer, este gemido de agora era mais forte, mas eu não me importava, bombava mais rápido e forte, indo bem fundo nela, ela se virou pra mim, eu achando que ela queria um beijo, mais ela falou quase que dentro da minha boca:

---Peeeggaaa....minha calcinha....!!!

Procurei a calcinha dela, a gente nunca acha esta peça, nunca sabemos onde ela foi colocada. Quando encontrei a mesma, ainda úmida entreguei a ela, ela fez um trouxinha com aquele pedacinho de pano e disse:

---Enfia ela na minha boca, você não queria fazer isso?...me faz de sua puta, mas não pára de meter em mim, mete sem piedade até eu gozar neste pau!!

Então peguei ela pelos cabelos, ela tentou abaixar as mãos, mais fiz ela levantar de novo, passei a meter bem forte, ela gemia agora com a calcinha na boca, era um gemido abafado, aquilo me excitou demais, ai eu resolvi dizer algumas bobeiras eu seu ouvido, colei meus lábios no lóbulo de sua orelha e disse;

---Vem...safadinha... goza no pau do amigo de seu marido, quero que você chegue em casa hoje toda esporradinha, vou encher sua buceta de porra, goza pra mim Dra...vem, goza no meu pau....!!!

Neste momento ela ficou quietinha, apenas soluçava algo que eu não entendia, ela então tirou a calcinha da boca, pegou minha mão e passou a chupar 3 dedos meus, então ela passou a morder meus dedos, senti que ela estava próxima do gozo, ela então deixou seus braços cair junto ao corpo, apenas o rosto dela estava colado à parede agora e deu um berro.... foi um berro, literalmente, com meus dedos em sua boca.
 Senti os músculos de sua xaninha mastigar o meu pau e líquido escorrer por suas pernas. Ela deixou seu corpo cair em meus braços, virei então ela de frente pra mim, deixei que ela se agachasse em minha frente coloquei o pau na boca dela. Segurei sua cabeça com as duas mãos e passei a foder sua boca, ela tinha hora que engasgava. Não aguentando mais tanta submissão por parte daquela mulher, gozei na sua boca. Grande parte da porra caiu em seu pescoço, queixo, seios e pernas. Peguei a calcinha dela e limpei seu rosto, apenas para os clientes não perceberem. Vesti a calcinha nela toda melada, coloquei o seu vestido e falei pra ela:

---Liga pra sua secretária e diga que você não poderá atender mais hoje, vai pra casa sem tomar banho e sem se limpar, vai assim. Daqui uma hora estarei lá em sua casa, vou foder você com seu marido junto, pois você vai precisar chupar algo, enquanto vou foder o seu cuzinho .

Vesti minha roupa e saí da clinica sem falar com a secretária, ao chegar em meu carro liguei pro Ângelo e falei o que tinha acontecido, e o que ia acontecer ainda naquela tarde em sua casa e fiquei na esquina. Em cinco minutos, vi a carro da Dra sair, fui pra casa, tomei um banho e voltei pra casa deles.........



CONTINUA...




 
Support : Copyright © 2015. Swkalo - All Rights Reserved