Home » » NOVO ENCONTRO

NOVO ENCONTRO

CONTO CEDIDO PELA NOSSA LEITORA DEISSINHA:

Nova página 1 Depois de alguns dias, voltei para Curitiba.
Passei o dia resolvendo alguns negócios pendentes.
Liguei para Aninha. Ficou surpresa sabendo que eu estava em Curitiba.
Combinamos como das outras vezes, nos encontrar no bar do hotel.
Quase dez horas, Aninha chegou. Quando a vi lembrei do quanto ela é linda,seu corpo sedutor, com vestido curto, coxas lindas, seios marcados no vestido de malha. Beijinhos, entamos, pedimos o de sempre, vodka com gelo.
Fizemos um lanche ali mesmo. Saímos do bar em direção da piscina do hotel.
Deitamos nas cadeiras de descanso. Já quase meia noite, não tinha mais ninguém nos arredores. Olhamos para os lados, estamos sós.
Tirei a roupa, Aninha me seguiu, entramos nus na piscina. Abracei Aninha, beijei seus lábios, minha língua entrou na sua boca. Apertei seu corpo junto ao meus. Minha piça muito dura entrou entre suas coxas. Aninha abriu as pernas, facilitando .
 Meu caralho acomodado entre suas coxas, Aninha esfregava uma coxa na outra, curtindo minha piça quente e dura. Sentei na beirada da piscina, Aninha dentro da piscina, aproximou-se, beijou minha piça,

passou a lingua por toda extensão, chupou a cabeça, chupou mais um pouco, enfiou tudo na boca.
Tirava lentamente... adoro ficar olhando meu caralho sendo engolido, sendo chupado, tirando e botando na boca. Entrei na água, Aninha agora sentou na beira da piscina.
Abri suas coxas e deslumbrei com a buceta maravilhosa. Beijei carinhosamente, Aninha suspirou, mordisquei o clitóris, pressionei entre os lábios, lambi de cima abaixo. Aninha deitou para trás, levantei mais suas pernas, beijei toda a  buceta.
Com o dedo, acariciava seu cuzinho, beijava a buceta, enfiava um pouco o dedo no cuzinho, sentia as contrações apertando meu dedo.
Enfiei mais um pouco, Aninho gemeu, chupei toda buceta molhadinha. Seguimos para as cadeiras com colchão.
Botamos o colchonete no chão. Aninha deitou abrindo as pernas à espera da minha piça. Deitei entre suas coxas e ajeitei minha piça na entrada da buceta.
Senti o calor quando ia penetrando, molhadinha de tesão.


 Aninha suspirava, sentindo todo meu caralho penetrando, muito duro, muito grande. Beijei seus seios, mordisquei a pontinha, lambi todo seio, beijei seus lábios, minha piça toda penetrada, Aninha mexia os quadris ajeitando a melhor maneira de sentir prazer. Mexia os quadris, eu enfiava e tirava acompanhando seus quadris, Enfiei tudo e deixei penetrado, Aninha contraia a buceta, minha piça latejava, Agarrados, seus seios contra o meu peito, apertamos nossos corpos, enfiava e tirava mais rápido, Aninha suspirava, pedia para não parar, pedia para enfiar toda piça na sua buceta, gemia quando enfiava com mais força. Suspirando, gemendo, enfiando e tirando, mexendo os quadris, atingimos um orgasmo sem fim.
Ficamos por momentos curtindo.
Vestidos voltamos ao bar, tomamos mais uma vodka.
Nos despedimos, ansiosos por mais um encontro.
 
Support : Copyright © 2015. Swkalo - All Rights Reserved